Home > Centro de Conhecimento > COMUNICAR PILAR DE LIDERANÇA CORPORATIVA

03-07-2017

COMUNICAR PILAR DE LIDERANÇA CORPORATIVA

Comunicação Corporativa


A comunicação corporativa é um dos elementos-chave de uma boa liderança, seja ela empresarial, seja política (municipal). Saber estar munido das ferramentas certas para ir de encontro às necessidades e anseios das populações é fundamental para uma boa governação.


A arte de bem comunicar está ao alcance de todos. Os bons líderes motivam as suas equipas. Os bons líderes encorajam a participação de todos os trabalhadores da empresa em projetos de comunicação aberta, que os motivem a assumirem eles próprios o controle das operações e a comunicarem internamente de forma aberta sobre todos os assuntos. Os bons líderes facilitam a comunicação e encontram maneiras de partilhar os objetivos de cada exercício com os colaboradores com vista ao retorno máximo do investimento. Os exercícios de comunicação, interna e externa, habilitam os funcionários de uma organização a um contato mais eficaz com os demais colegas de trabalho, superiores hierárquicos e com os clientes - que, no caso um município, são os cidadãos. Isto leva a uma maior rentabilidade e a uma melhor satisfação do cliente.

Os municípios, nas suas componentes política e administrativa, têm assumido um papel importante na dinamização dos concelhos, não apenas ao nível do desenvolvimento económico - o aspeto mais valorizado pelas populações -, como também na concretização de mudanças estruturais a nível social, cultural e tecnológico. Portugal ainda é um país com uma elevada dose de centralismo, apesar das tentativas de sucessivos governos de promover uma verdadeira descentralização. Enquanto esse processo não avança em definitivo, compete às câmaras municipais adequar a sua atuação às realidades locais e trabalhar no sentido de irem ao encontro das necessidades e dos interesses manifestados coletivamente pelos cidadãos.

Em Lisboa, mora um bom exemplo de como a comunicação municipal (neste caso, interna) pode ser um fator de inclusão e de motivação dos seus colaboradores. Como resultado de um trabalho aturado de fomento da comunicação interna, a Câmara Municipal de Lisboa venceu o prémio "Comunicação Interna RH", da revista RH Magazine, tendo concorrido ao lado de grandes empresas nacionais e multinacionais. Para a avaliação da candidatura, o júri do concurso observou os processos de trabalho em contexto real da equipa camarária, bem como os diversos produtos comunicacionais internos produzidos de forma colaborativa pela Direção Municipal de Recursos Humanos, a Secretaria Geral (Marca e Comunicação e Imprensa Municipal) e o Departamento de Sistemas de Informação.

A Câmara de Lisboa apostou na comunicação interna para melhorar a inclusão e motivação dos colaboradores, com vista a um melhor serviço prestado aos cidadãos. O reconhecimento do trabalho chegou na forma de um prémio de cariz internacional.

Comunicação De um modo geral, os processos de comunicação levados a cabo por um município não têm de se guiar por qualquer tipo de "cartilha". Na diversidade é que se encontra o segredo da eficácia. Cada município deve encontrar o seu próprio caminho, uma vez que não existem soluções milagrosas, nem soluções universais. Só analisando as caraterísticas e necessidades de cada comunidade em particular é que a comunicação corporativa municipal é eficaz. Nos Estados Unidos, onde as preocupações com a segurança pública são um pouco mais notórias do que na Europa, há inúmeros condados que apostam na comunicação direta entre a polícia e os cidadãos. Um estudo publicado na página do condado de Jersey dá conta de que 96 por cento dos departamentos de polícia utilizam as redes sociais para interagir com as populações. A Associação Internacional dos Chefes de Polícia revela que, desses, "mais de 80 por cento diz que [as redes sociais] ajudaram a resolver crimes".

Significa isto que a comunicação corporativa possui uma enorme variedade de aplicações, seja para momentos em que é "apenas" necessário interagir a propósito de eventos, seja na chamada comunicação de crise. Esta "comunicação de crise" não tem, necessariamente, de responder somente a situações de alarme social - incêndios, inundações, sismos, etc. -, podendo ser aplicável a situações do dia-a-dia, como seja uma chamada a solicitar uma ambulância.

No condado de Jersey (EUA), o departamento de polícia passou a interagir com a população através das redes sociais e o resultado traduziu-se num auxílio ao combate à criminalidade na ordem dos 80 por cento.

Em Houston (Estados Unidos), a solução encontrada para evitar o congestionamento da linha de emergência, o "911", passou pela criação do projeto ETHAN (Emergency TeleHealth and Navigation) , que usa tecnologias de videoconferência para estabelecer contato com os cidadãos a necessitar de cuidados de saúde, mas cuja "urgência" é relativa. O paciente é posto em contato com uma equipa de clínicos que avalia de imediato a urgência do caso e o encaminha para o correspondente serviço hospitalar, evitando o congestionamento desnecessário dos serviços de urgência.

A comunicação corporativa tem uma vasta gama de aplicações para os municípios, que vão desde a segurança, à cultura, ao turismo ou ao ambiente. Em Houston (EUA), os serviços de saúde beneficiaram com a aplicação de tecnologias de videoconferência.

A comunicação corporativa (empresarial ou municipal) tem, assim, uma série de aplicações ao serviço dos cidadãos, que vão desde os aspetos ligados à segurança, passando pela cultura, saúde, turismo, economia local, mobilidade, etc. A PARADIGMSHIFT possui várias soluções tecnológicas que permitem, através de dispositivos móveis (telemóveis, tablets, smartphones) criar, manter e desenvolver grupos de discussão online e em tempo real, de acordo com as necessidades do município. São os casos das ferramentas facilitadoras da governação de forma mais lúdica, de websites com soluções para aplicações móveis que permitem a interação com o munícipe, ou de a aplicações móveis que possibilitam que o munícipe possa interagir em tempo real com os responsáveis do município e vice-versa, onde quer que se encontrem e em qualquer momento.

+ Info
Partilha

Contacte-nos 218 214 932

Envie-nos uma mensagem